Franquias

Franquias de sorvete são um bom negócio? Veja aqui

Franquias de sorvete

Ter franquias pode ser um bom negócio, sobretudo de sorvete. Além de receber todo treinamento e suporte completo, há também a economia de recursos, tempo e até dinheiro. Por mais que tenhamos que seguir as exigências e regras do contrato – para o bom funcionamento e ordem da sorveteria – temos números que interessam bastante àqueles que buscam saber mais sobre esse tipo de negócio. Quer saber se franquias de sorvete são um bom negócio e se vale a pena investir? Confira os pontos mais importantes e, com base neles, tire suas próprias conclusões.

Dados importantes para levar em consideração

Em 2003, segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS) foi informado que o número total de consumo de sorvetes chegou a marca de 685 milhões de litros durante ano. 11 anos depois, em 2014, o consumo subiu para mais de 1 bilhão de litros – um aumento de 64% com taxas de faturamento atingindo o teto de 12 bilhões de reais.

No ano de 2010, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) revelou, durante o XIV Congresso Brasileiro de Nutrologia, que 60% da população brasileira tem preferência de sobremesas feitas com base de açúcar.

No ano seguinte, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) apresentou dados de uma pesquisa feita pela própria instituição em parceria com a Food Service ECD – uma grande especialista em doces e sorvetes – que o faturamento brasileiro, em 2011, referentes às franquias de doces e sorvetes faturaram cerca de R$ 510 milhões. Ou seja, 7% do valor total de faturamento no ramo de alimentação em todo o Brasil – que chegou a ser estimado em pouco mais de R$ 7 bilhões.

Ainda relacionando as pesquisas apontadas pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), foi apontado uma alta de 8, 64% no faturamento das redes distribuidoras de sorvetes entre os anos de 2016 e 2017. Ainda, a média brasileira de consumo de sorvetes em 2018 esteve bem acima da média mundial, ocupando a posição de 11º.

Países que mais consomem sorvete

Lista da Snowfruit mostrou o ranking dos países que mais consomem sorvete:

  • 1º Nova Zelândia;
  • 2º Estados Unidos;
  • 3º Canadá;
  • 4º Austrália;
  • 5º Suíça;
  • 6º Suécia;
  • 7º Finlândia;
  • 8º Dinamarca;
  • 9º Itália;
  • 10º França;
  • 11º Brasil.

O fato mais curioso é que esses países, com exceção de Nova Zelândia e Austrália, costumam ser países de clima muito frio.

Hoje, segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), sabemos que o Brasil conta com oito mil empresas ligadas à produção e comercialização de sorvetes. O setor gera 75 mil empregos diretos e 200 mil indiretos, tendo um faturamento anual acima de R$ 13 bi.

Por fim, com base na Euromonitor International no Brasil, sabemos que o Brasil é possui 40% do mercado sorvetes em toda a América Latina.

Franquias de sorvete

As franquias de sorvete

Algo que varia, dependendo de suas necessidades, é o fato de que as franquias de sorvete possuem um amplo número de franqueadores. São mais de 45 marcas diferentes no Brasil e, certamente, cada uma delas possui uma particularidade diferente em alguns pontos que podem ser importantes para quem as solicita.

Por isso, pesquise bem e avalie, de acordo com suas necessidades, qual das franquias de sorvete mais vale a pena para o tipo de seu negócio. Conheça, experimente, analise… Não deixe escapar aquilo que é de mais importante – a qualidade. Afinal, você estará fechando uma parceria de, no mínimo, 12 meses até que se possa ter um retorno.

Quanto custam as franquias de sorvete?

O investimento é algo muito importante a ser levado em conta. Ele é quem irá nos dizer quando o retorno, pelo capital investido, começa a ser lucrativo – com base nele, considere o seu perfil.

Franquias de sorvete costumam dar retorno entre 12 a 36 meses. Ou seja, é apenas a partir de 1 ano que as coisas começam a gerar bons rendimentos.

O investimento inicial, portanto, chega a custa entre R$ 200 mil à R$ 400 mil reais. Porém, há franquias que chegam a custar bem menos. A sorveteria Lip’s, por exemplo, possui um investimento equivalente a R$ 50 mil reais. Isso vai depender, como dizemos acima, do perfil de empresário que você possui.

Ainda, quem pretende trabalhar com franquias de sorvete, deve considerar, ao longo do tempo:

  • As taxas de cada franqueador;
  • Os valores de propaganda;
  • Royalties;
  • Preço de aluguel;
  • Conta de água;
  • Conta de luz;
  • Proveitos dos funcionários.

Ainda, para aproveitar o tempo em que você aguarda ansiosamente pelo retorno, que tal aproveitar 4 ideias de negócios com retorno rápido e ir fazendo uma grana durante esse percurso? Portanto, não deixe de conferir clicando aqui.

Principais fatores que influenciam no retorno de investimentos

Há dois tipos de fatores, os internos e também os externos, que influenciam no lucro e retorno de seu investimento. São eles:

Principais fatores internos:

  • Estrutura;
  • Profissionalismo dos funcionários, sobretudo do empresário;
  • A fiscalização da qualidade dos produtos;
  • Planejamento.

Principais fatores externos:

  • Localização;
  • Época do ano.

Todos esses fatores devem ser observados pelo empresário. A pessoa que deseja ter franquias de sorvete deve saber extrair o máximo dos fatores internos e externos na hora de abrir uma franquia.

Se, por exemplo, o empresário não considerar a localização – que é um fator importantíssimo – ele acabará se prejudicando e, seu concorrente, que sabe que praias, locais quentes e ambientes de maior movimentação são ótimos lugares, irá sair na frente.

O mesmo equivale para época do ano, onde montar franquias de sorvete, em climas de frio intenso, são grandes e clássicas perdas de tempo, ao passo que no verão é uma boa oportunidade. Isso, de fato, não quer dizer que você não venderá ou que o brasileiro não consome sorvetes no frio, mas a realidade nos mostra a grande preferência pelo sorvete, no Brasil, em cenários mais quentes.

Considerações finais

Enfim, vale a pena montar franquias de sorvete? Como foi possível observar nesse conteúdo, há vários aspectos que você deve levar em consideração para responder essa pergunta. Analise todos eles e, então, tome sua decisão!

Deixe seu Comentário