Empreendedorismo

Importância do Plano de Negócios

Importância do Plano de Negócios

Hoje em dia é muito comum encontrar pessoas que queiram abrir os seus próprios negócios, mas não sabem de o quão difícil isso é. Principalmente se ela não utilizar os métodos adequados, pode acabar falindo logo de cara. Talvez a mais importante das ferramentas disponíveis para empresários utilizarem é o plano de negócios e o porquê disso explicaremos a seguir.

Organizar a sua empresa pode ser um algo bem difícil se você não tiver um bom controle das coisas que ocorrem nela, tanto o fluxo dos funcionários entradas e saídas, quanto a quantidade de produtos que estão sendo vendidos e estocados. Por isso, existem muitas ferramentas que buscam auxiliar a gestão financeiras dos estabelecimentos.

Uma das principais ferramentas que o empresário possui é o plano de negócios, ele é bastante complexo, pois envolve toda a empresa, tanto coisas do passado, como um planejamento e previsões para o futuro dela.

Mas, o que é um plano de negócios?

É um documento que descreve os objetivos de um negócio, e os passos que devem ser dados para chegar até eles. Também deve possuir os riscos e incertezas das ações, assim como os dados financeiros previstos.

Quando você tem uma nova ideia e quer pôr em prática, sendo abrindo uma empresa, criando uma filial, ou uma ampliação qualquer, o plano de negócio pode te beneficiar, pois você irá fazer pesquisas de mercado, analisará concorrentes, e até verá quais seriam os fornecedores necessários. Tendo tudo isso em mãos, você conseguirá concluir se a ideia é boa ou não, e quais seus pontos fracos e fortes.

Importância do Plano de Negócios

Qual a importância de um plano de negócios?

O empresário deve saber que o plano de negócios é uma ferramenta que vai auxiliar ele a fazer o planejamento da sua empresa. Por isso, usando-o você poderá planejar como chegar a um objetivo sendo ele daqui 5, 10 ou 15 anos.

Esse objetivo pode ser desde aumentar o número de clientes, o lucro, a receita, a independência financeira, abrir filias, seja o que o que for com o plano de negócios você conseguirá planejar. Sabendo o que você quer, e como chegar, o caminho se torna mais fácil.

O plano de negócio concede ao empresário uma maior tranquilidade e confiança na hora de investir, pois como tudo já foi planejado ele possui uma boa ideia de tudo que pode acontecer de bom e ruim. E estar preparado para lidar com as consequências que podem ser ocasionadas.

O que uma empresa perde sem?

Começar um negócio sem ter feito um planejamento, pode ser uma loucura, você está pondo dinheiro em algo que pode não lhe dar lucro algum, não é diferente do que apostar tudo na loteria.

Uma empresa que não possui um plano de negócios, está a mercê da sorte, pois não possui um planejamento para lidar com os problemas que podem vir com o passar dos dias.

Também não possui uma estimativa, de quanto irá faturar daqui alguns anos, fazendo com que investimento se tornem algo de muito risco, porque não saberão se irá compensar, ou acabará sendo apenas um dinheiro desperdiçado.

Como fazer um plano de negócios?

Ter a ideia do que você vai fazer é sempre o primeiro passo, mas apenas isso não é o suficiente para um planejamento de qualidade. É preciso pensar em quem será seu público alvo, quais serão seus produtos principais, qual lucro precisarei, e quanto tempo terei que esperar para receber o dinheiro investido de volta.

Existem pontos que devem ser destacados quando você vai criar um novo estabelecimento ou uma unidade filial. Por exemplo, a experiência do empreendedor no ramo que ele está se aventurando e também a forma jurídica da empresa, pois em alguns casos criando uma filial, ela tem que ser alterada.

Em seguida, deve-se analisar o mercado que você estará adentrando, dentro disso se incluem o interesse e comportamento dos cliente, a concorrência, e os seus possíveis fornecedores. As medidas que o marketing irá tomar também deverá ser inserida no plano de negócios.

Nessa parte é importante que se foque na descrição dos seus principais produtos ou serviços, preços e estratégias de promoção. Mas, a principal parte do planejamento de um negócio é a análise financeira. Isso inclui uma estimativa do capital de giro, investimento fixos, estimativas do faturamento mensal, o custo da matéria prima, custo fixos, e outros mais.

Você pode acabar encontrado muitos valores diferentes, na análise financeira, pois muitas empresas logo que são contratadas oferecem os produtos a menor preço, buscando conseguir grandes contratos e eleva-los ao longo do período do acordo. Devido a isso deve se tomar muito cuidado, antes de assinar qualquer documento.

Finalizando o Plano de negócios

Após ter terminado o plano de negócios, recomenda-se que você simule as mais diversas situações que podem ocorrer, alterando o valores para situações diferentes. Nas simulações você deve criar situações pessimista, e otimistas, permitindo que você crie maneiras de evitar as mais diversas adversidades.

Por fim, você pode partir para a prática da gestão da sua empresa, mas sempre podendo recorrer ao seu plano de negócio, ele deve ser atualizado com os dados da sua empresa.

Bom agora que você viu todos os benefícios que essa ferramenta, pode lhe trazer não dá pra deixar de utiliza-la, caso você queira ainda mais detalhes pode procurar a consultoria de uma empresa de contabilidade. Ou de um amigo que trabalhe nesse ramo, para que ele o auxilie nos cálculos e coleta de dados.

Porque empreender?

Visto como se utiliza esse método, você já está mais preparado para abrir a sua própria empresa. Estamos em uma crise econômica, e está difícil conseguirmos empregos, por isso muitos brasileiros investem em suas próprias ideias para abrir empresas.

Agora que você conhece o plano de negócios não precisa se arriscar, gastando seu dinheiro antes de ter certeza da funcionalidade do seu projeto. Com isso estará saindo na frente da concorrência, afinal fez projeções até de alguns anos à frente, o que muito dos empresários não fazem, por pensarem que darão um jeito se algo acontecer.

Deixe seu Comentário