Empreendedorismo

Jovens empreendedores: como eles estão revolucionando o mercado?

Jovens empreendedores

Já se foi aquele tempo em que a imagem de um empresário era um homem adulto e sério, pois agora tudo mudou. Aquele teor mais tradicional está cada vez dando mais espaço para o informal e para o despojado, de maneira sutil e constante. Quem imaginava que o mercado era dos mais experientes não esperava que hoje haveria tantos jovens empreendedores.

Claro que só por ser jovem não significa que não possam ter uma empresa mais tradicional e agir dessa forma, mas a tendência é que sejam cada vez mais diferenciados. Basta olhar as empresas nos ramos digitais, lidando com a diversidade e não estabelecendo mais os padrões de antes.

Os jovens empreendedores estão cada vez mais presentes

Em julho de 2019 o Notícias Universia realizou uma pesquisa e foi estimado cerca de 8 milhões de jovens no Brasil com empreendimentos, nas idades entre 18 e 24 anos! Mas os jovens adultos, isto é, que possuem entre 25 e 34 anos, a estimativa é de 12 milhões. Totalizando 20 milhões de jovens no ano passado, de modo que o número só aumenta.

Apesar disso, os empreendimentos não estão consolidados em todos eles, de modo que os adultos com 35 anos possuem uma estimativa maior de sucesso e estabilidade. A questão é que nunca houveram tantos jovens empreendendo na história do país.

Nem é preciso dizer que no restante do mundo isso é ainda maior, pois em países de primeiro mundo a situação se facilita. Isso não significa que o Brasil não esteja se dando bem no mercado, pois boa parte desses jovens estão expandindo os negócios.

Desde empreendimentos mais tradicionais, como a produção e venda de alimentos, até os mais inovadores, como tecnologia, internet e empresas digitais, os novos empreendedores mudam a forma de agir com os funcionários, criando uma relação mais humana e informal, além de abrir espaço para muitas ideias. Tudo isso acaba batendo de frente com o velho mercado que ainda é muito forte.

Vale ressaltar que temos grandes empreendedores hoje, mas que foram jovens empresários em suas carreiras. Podemos citar o gigante Bill Gates que fundou a microsoft com apenas 19 anos. O Bill Gates criou a Apple com apenas 21 anos, em sua garagem.

Com isso é possível concluir que os jovens empreendedores do passado abriram portas e espaço para os jovens empreendedores atualmente. Hoje existem muitos jovens fazendo dinheiro na internet de maneira totalmente online, do conforto de suas casas.

Jovens empreendedores

Mas, como os jovens empreendedores estão agindo no mercado?

Alguns criam seu negócio vendendo um produto ou serviço, outros simplesmente produzem algum tipo de conteúdo. Vale lembrar que o número de autônomos está cada vez crescendo. Embora não se possam considerar, necessariamente empreendedores, muitos ganham a vida de maneira satisfatória como freelancers.

O que realmente revolucionou o mercado foram as empresas digitais, criação de softwares, tecnologias, sites, blogs e aplicativos. Isso mudou o rumo que a era analógica tinha, portanto muitas coisas se tornaram obsoletas e precisam se adaptar ou fechar.

Um exemplo simples é que a criação de sites de notícias, revistas e redes sociais acabaram fechando diversas revistas impressas. Em 2018 muitos jornais e revistas no Brasil e no restante do mundo acabaram fechando ou se lançando totalmente digitais. A tendência é que isso continue e afete até mesmo a televisão e o rádio.

A venda de conhecimento e de cursos também está sendo um fator muito favorável para os jovens empreendedores que compartilham suas experiências. Isso cria muita dinâmica e um contato mais intenso entre o público que consome e o criador de conteúdo.

Falando em criação de conteúdo, nem é preciso dizer que o marketing e publicidade estão cada vez mais mudando, pois a liberdade nos processos de imprensa acabam abrindo espaço para ideias artísticas e inovadores.

E como é empreender no Brasil para os jovens?

A pesquisa do Notícias Universia responde que a maioria dos jovens empreendedores enfrentam a dificuldade na parte mais burocrática, mas principalmente na falta de costume em empreender no nosso país. Aqui é muito comum a ideia de trabalhar em uma empresa para outras pessoas e não criar seu próprio empreendimento.

Estima-se que o número de empreendedores no Brasil é de 50 milhões, desde micronegócios até médios e grandes. Mas com empreendimento entenda que não significa sucesso ou muito valor financeiro e sim o domínio do próprio rendimento. Como o número de jovens empreendedores é de cerca de 20 milhões, dá pra ver que quase metade desse pessoal é jovem.

De modo geral os jovens estão deixando o método tradicional que é de terminar o ensino médio, entrar em uma faculdade ou curso técnico e conseguir emprego em uma empresa. Agora eles criam empresas, negócios, aplicativos, serviços, produtos e muito mais.

Eles também vão descartando com o tempo a estrutura industrial e que igualava funcionários, exigindo vestuário e outros requisitos, de modo que a aparência se torna algo secundário.

E os jovens da terceira idade?

O número de empreendedores acima dos 60 anos está aumentando muito também e, pasme, a maioria são mulheres! As pessoas acima de 65 anos representam cerca de 8% dos empreendedores do país e muitos começaram por volta dessa idade.

Geralmente eles utilizam a experiência no mercado e dinheiro acumulado para abrir um empreendimento com mais segurança e direcionado. Também costumam ter alguma linha de clientes e contatos para que o negócio funcione.

Os jovens empreendedores da terceira idade demonstram maior qualidade de vida e satisfação com a função que executam, já que, a maioria das vezes, optam por algo que os dão satisfação. Não é interessante passar a terceira idade investindo seu tempo e dinheiro em algo do qual não se tem interesse, não é mesmo?

Empreendendo em qualquer idade

Se você está na faixa de idade desses jovens empreendedores e está procurando inspirações, saiba que não faltam modelos de sucesso por aí e se por acaso já está na terceira idade, o processo também não é diferente, pois cada vez mais os idosos estão ativos no mercado e deixando a aposentadoria inativa de lado. Os jovens empreendedores estão movimentando e modificando todo o mercado do mundo e você decerto pode fazer parte disso.

Deixe seu Comentário