Empreendedorismo

Profissional liberal: quais as características e regras?

Profissional liberal

Escolher qual carreira seguir ou mudar de área de atuação não são questões fáceis de serem decididas e sempre causam tensão. Mas mesmo com todas essas questões e tensões, muitos cidadãos buscam a realização sendo profissional liberal. Conheça mais sobre esse tipo de profissional e quem pode seguir esse caminho.

A cada ano o mercado de trabalho se modifica de acordo com as necessidades da população. As oportunidades se ampliam e é possível escolher uma nova rota caso tenha optado pela formação acadêmica errada. Mas essas novas opções e escolhas não são apenas para quem está entrando para o mercado de trabalho agora, isso vale também para quem já tem anos de experiência.

Logicamente se você obteve uma formação e trabalha na área, mas quer atuar em outra, provavelmente será preciso cursar uma outra faculdade. A união de dois conhecimentos é visto pelas empresas como algo a mais na hora da contratação. Você se tornará um profissional diferenciado.

Tanto para quem será um profissional liberal, quanto para quem será um funcionário de uma empresa, existem vantagens e desvantagens.

Profissional liberal, entenda o que é e quais as principais características desse profissional

O profissional liberal nada mais é do que aquele indivíduo que se formou em uma determinada área e recebeu habilitação para exercer todos os conhecimentos que recebeu na sua formação. Esse profissional é regido por estatuto próprio.

O profissional tem total autonomia para exercer a suas funções, desde que respeite todas as normas da profissão. O vínculo empregatício nesse sentido é totalmente indiferente.

Isso significa que o profissional liberal não tem nenhuma relação de subordinação no seu ambiente de trabalho. Ou seja, ele é o responsável por todas as ações e resultados que devem ser oferecidos por quem o contratou.

É importante ressaltar que as cláusulas de um contrato devem ser cumpridas, sob aplicação de multas se não forem.

Existem diferentes níveis de formação do profissional liberal, que vai desde o Ensino Médio técnico até o Ensino Superior. Sendo assim, cada área possui uma legislação específica que controla as atividades que poderão ser exercidas. Quem fiscaliza essas profissões são os órgãos chamados de entidades de classes.

Entenda as entidades ou conselhos de classes

Quando estamos estudando sobre as funções de um profissional liberal é importantíssimo conhecer mais sobre o papel das entidades ou conselhos de classes.

Os conselhos ou entidades de classe possuem uma função muito importante para a sociedade. Formada por um coletivo da sociedade civil, tem a função de fazer a proteção e representação dos seus associados.

Quando o registro dessas entidades é feito nos órgãos públicos competentes, elas podem exercer os seguintes papéis. Confira:

  • Fazer a representação dos seus filiados de maneira administrativa, extrajudicial, judicial e politicamente;
  • Promover debates públicos e defender todos os direitos referentes as melhorias da categoria;
  • Fazer melhorias significativas para que a profissão possa ser exercida de maneira correta.

Profissional liberal

Como funciona essas entidades ou conselhos na prática?

Garantir tetos salariais dos profissionais que estão ingressando no mercado de trabalho, garantir que os profissionais estejam habilitados para exercer funções mais específicas e estratégicas.

Apresentação de novas leis para que sejam votadas e assim garantir diretrizes melhores para a prática das profissões.

Outra função importante que as entidades exercem é a de combater possíveis ameaças as atividades exercidas pelos associados.

Por exemplo, alguém que exerça a profissão de esteticista e que esteja aplicando produtos e exercendo funções de um dentista estético, poderá ser denunciado.

As denúncias também podem ser ao contrário, quando um associado sofre alguma pressão de outras instituições e profissionais.

Depois da avaliação, a entidade de classe deve se posicionar a favor do seu associado se for o caso. De acordo com a regulamentação existente no Brasil para o profissional liberal, existem muitos direitos e deveres que devem ser cumpridos obrigatoriamente.

Saiba mais sobre a regulamentação dessa profissão no Brasil

Cada entidade de classe possui suas especificidades, pois existem muitas no país. Algumas exigem apenas que os seus filiados façam suas associações e recebam seus registros mediante o pagamento das anuidades obrigatórias. Outras exigem que os seus associados façam cursos de capacitação profissional para exercerem as funções.

Além das diretrizes é muito importante a fiscalização que o governo exerce em cima dessas entidades também.

O profissional liberal mesmo que seja totalmente responsável por suas funções quando uma empresa o contrata, fica responsável pelo pagamento de todos os tributos e impostos obrigatórios. Isso significa que declarar o Imposto de Renda, contribuir para o INSS, pagar o ISS ou Imposto Sobre Serviço.

Confira algumas profissões classificadas como liberais

Para você entender melhor quais são essas profissões classificadas como liberais, fizemos uma lista com algumas delas. Confira:

  • Médico Veterinário;
  • Médicos de todas as especialidades;
  • Jornalistas;
  • Fotógrafos;
  • Advogados;
  • Engenheiros;
  • Arquitetos;
  • Dentistas;
  • Psicólogos;
  • Contadores;
  • Economistas;
  • Intérpretes e tradutores;
  • Corretores de imóveis.

Existem algumas profissões que possuem entidade específicas. OAB para os Advogados; CRM para os Médicos e o CREA para os Engenheiros por exemplo.

Quando uma profissão não possui uma entidade de classe específica, ele acaba se associando a outra que seja próxima a atividade atual. Isso é necessário para que a profissão seja fortalecida e protegida.

O profissional liberal pode trabalhar no regime CLT ou por conta própria no seu negócio próprio. Se o registro estiver correto em seus conselhos, os benefícios serão mantidos da mesma maneira.

Vantagens e desvantagens de se tornar um profissional liberal

Principais vantagens de se tornar um profissional liberal

  • Inexistência da obrigação de obedecer à alguma hierarquia;
  • Flexibilidade para montar a sua grade de trabalho;
  • Possibilidade de trabalhar em coworking;
  • Recebimento de dinheiro de acordo com o tanto que produzir, não tendo o limite de um salário fixo por mês.

Desvantagens de se tornar um profissional liberal

  • O ganho pode se limitar apenas as capacidades técnicas do profissional;
  • Trabalho por conta própria tem o risco se acontecer algum imprevisto com o surgimento de alguma doença;
  • O profissional liberal terá que exercer mais de uma função, um exemplo disso é realizar as ações de marketing;
  • Fazer a Declaração do Imposto de Renda muitas vezes utilizando o Livro Caixa obrigatoriamente.

Lembre-se, para ser um profissional liberal de sucesso é necessário ter uma boa administração do seu negócio. Otimize os seus investimentos e as ideias e construa uma profissão de sucesso.

Deixe seu Comentário