Ideias de Negócios

Vale a pena abrir um restaurante japonês?

Vale a pena abrir um restaurante japonês?

A culinária do oriente está ficando mais presente no ocidente e conquistando o estômago de muitas pessoas, uma vez que mais e mais restaurantes surgem. Visto que o famoso sushi e o sashimi estão em cardápios de restaurantes que nem são orientais, vale a pena abrir um restaurante japonês?

Havia até mesmo um tabu antigamente, não é verdade? “Peixe cru? Eca!”. Mas hoje isso mudou e muito, de modo que estamos mais abertos para outras culturas e pratos. Basta visitar qualquer shopping e verá que possui um ou mais estabelecimentos de comidas japonesas.

A comida chinesa foi mais aceita, no caso o yakisoba, mas sabia que na verdade ele é um prato japonês? Ficou bastante popularizado em alguns estados com a imigração dos japoneses, sendo muito vendido em todo o Brasil em grandes e pequenos negócios.

A la carte ou rodízio?

Se você não sabe a diferença dos dois, é muito simples. Um rodízio de comida japonesa consiste em pagar um valor fixo e comer o quanto aguentar, igual em muitas churrascarias. Geralmente esse valor é mais elevado e para uma única pessoa.

A la carte significa simplesmente que exitem opções em um cardápio e o cliente pode escolher. Pode sair mais caro ou mais barato, dependendo da ocasião. Digamos que querem apenas um pequeno prato para saborear. Nesse caso seria mais barato. Mas a tendência é ser mais caro ao optar por barcas e pratos maiores.

Nada impede que o restaurante tenha as duas opções, pois atingiria um número maior de pessoas. Enquanto o rodízio traria os clientes para o restaurante, o a la carte seria mais focado em entregas e pedidos menores. Ambas as situações são favoráveis e é interessante criar uma estrutura para atender aos 2 requisitos.

Uma opção de self-service no restaurante e vender baseado no peso do prato também é bastante favorável para o restaurante e para clientes em muitos casos. Portanto busque as soluções mais inteligentes baseadas no seu público-alvo e na região em que o restaurante foi aberto.

Pratos mais em conta ou mais caros?

É uma situação difícil, pois pratos da culinária japonesa costumam ter um valor mais elevado, mesmo os menores. Mas isso se dá por conta da dificuldade, valores de produção e uma série de processos. Claro que a habilidade do cozinheiro também tem o valor e precisa ser pago.

Apesar disso, não é raro encontrar sushis por 1 real e outras promoções e pacotes insanos. É aí que se torna necessário decidir qual o tipo de estratégia irá utilizar na hora de vender e os valores. Existem até aqueles que deixam os pratos prontos, empacotam e vendem como em um mercado ou empório.

Isso vai depender da localização do restaurante, dos tipos de clientes, dos cozinheiros, produtos e uma série de outros fatores. Portanto não existe exatamente uma opção mais ou menos viável para todos e sim aquela se encaixa perfeitamente para você.

Restaurantes maiores e localizados em áreas mais nobres tendem a ser mais caros, mas os menores e em regiões menos nobres tendem a ser mais baratos. Não adianta querer vender caro, sendo que os clientes da região não estão dispostos a pagar o valor.

As habilidades dos cozinheiros, tamanhos dos pratos e tudo o mais também conta. Não hesite em cobrar mais caro, caso quem cozinha seja muito habilidoso e os ingredientes tenham muita qualidade. O restaurante precisa lucrar e o serviço precisa se fazer valorizado.

Mas também não é justo cobrar caro se os seus produtos, se comparados com os de outros restaurantes, não estão no mesmo nível. Tanto no sabor, tamanho, preparação, estética e muito mais.

Usando a internet, vale a pena abrir um restaurante japonês?

Sim, pois é uma excelente forma de divulgação e de entrar em contato com seus clientes. Você com certeza está ciente de que existem muitos aplicativos de entrega e comida como iFood, UberEats, 99 e tantos outros, não é mesmo?

Todos eles podem ser utilizados para alcançar ainda mais clientes e expandir o número de entregas do seu restaurante. Mas saiba que é necessário ter cautela e entender bem os contratos, afinal existem restaurantes que saem no prejuízo.

Não adianta vender 10 pratos, mas lucrar muito menos com eles do que lucraria se vendesse normalmente. Nesse caso, busque usar as redes sociais para divulgação, promoções, eventos, inaugurações, parcerias e tudo mais. Saiba reconhecer quando algo não está dando certo.

E pense muito em como tratará os clientes e em como servirá, pois seu restaurante está sujeito a avaliações, críticas  elogios na internet. Uma exposição negativa pode ser um espantalho para clientes. Já imaginou as pessoas verem 1 ou 2 estrelinhas, avaliações negativas e decidirem não comprar? Dê o melhor tratamento e a melhor comida possível, pois assim terá mais clientes, além de fidelizar.

Pelo preço, vale a pena abrir um restaurante japonês?

Isso é bem relativo, pois você pode abrir um restaurante pequeno e lucrar bastante com um método de vendas, assim como pode abrir um enorme, que funciona com rodízio e simplesmente não vender. Escolha bem a localização e o público-alvo para não abrir no lugar errado, pois seria um investimento jogado fora.

Seu lucro pode ser alto, mas restaurantes tendem a ter investimentos constantes, manutenções, higienização, visitas constantes de inspeção e muito mais. Esteja preparado para lidar com movimentações positivas e negativas frequentemente e saiba quando não deu certo, se estiver no vermelho.

E não pense que só negócios grandes possuem sucesso, pois existem muitos restaurantes pequenos se dando super bem no iFood e em outros aplicativos. Você só precisa de um bom marketing, divulgação, localização e um bom serviço de entregas. Mas claro que não adianta nada ter tudo isso e não servir bons pratos, não é? É conveniente pagar mais caro e comer algo mais gostoso do que ter uma experiência gastronômica ruim. É o nome do seu restaurante que está em jogo.

No fim das contas vale a pena?

Ainda está se perguntando “Vale a pena abrir um restaurante japonês?“. Se você entende da culinária, tem boas ideias e um investimento inicial, saiba que é um negócio que tende a crescer. Existem muitos apreciadores da comida oriental e é possível atingir muitos clientes. Existem tantas barraquinhas por aí vendendo igual água, não é? Por que com seu negócio seria diferente?

Deixe seu Comentário