Empreendedorismo

O que é Intraempreendedorismo social?

Intraempreendedorismo social

O Intraempreendedorismo social é um fenômeno praticamente novo dentro de organizações. Esse “movimento” se dá por pessoas trabalhando dentro de organizações fazendo ações e acatando desafios sobre sustentabilidade, de uma maneira que crie valor para a empresa.

Além disso, o Intraempreendedorismo social visa utilizar todos os desafios da sustentabilidade em prol da empresa, para garantir inovações e ótimos resultados.

O que faz um Intraempreendedor social?

Esse profissional é o responsável por atuar como um empreendedor, porém, sendo funcionário da empresa. Ou seja, ele é um funcionário que possui uma grande autonomia para gerenciar o negócio como se fosse seu, logicamente, com a supervisão dos seus superiores.

Um Intraempreendedor Social visa trazer muito mais do que lucros financeiros para a empresa, mas sim, produzir serviços e produtos que a sociedade local e global possam se beneficiar. Dessa forma, ele também cria soluções para os problemas sociais. Esse profissional também resgata pessoas em situações de risco e cria soluções e ideias para melhorar a sua condição de vida.

Lucro x Sociedade

O lucro é o grande diferencial de um Intraempreendedor comum, para o intraempreendedor social. O Intraempreendedor comum visa trazer lucros financeiros para a empresa e fazer com que pessoas paguem confortavelmente pelo serviço ou produto. Logo, esse negócio é exclusivamente para gerar dinheiro.

Já o Intraempreendedor Social, não possui como foco principal os lucros financeiros. Na verdade, ele buscará valor nos benefícios em que suas soluções trarão para a sociedade que necessita de seu auxílio. Dessa forma, esse intraempreendedor tem como público-alvo populações carentes, altamente desfavorecidas ou negligenciadas.

Em resumo, pessoas que não possuem bens e meios financeiros para alcançar alguma transformação em suas vidas por conta própria. Logicamente, isso não significa que um Intraempreendedor social evite, de todas as formas, propostas que gerem lucro. Afinal, para fazer a mudança na vida das pessoas, de certa forma, é necessário também a parte financeira.

De qualquer maneira, um Intraempreendedor social pode, sim, gerar renda. Assim como também pode ser organizado com ou sem fins lucrativos.

Como agem no mercado

Colaborações e parcerias com comunidades locais

Os intraempreendedores sociais investem, em sua grande maioria, em parcerias com os governos das cidades ou das comunidades locais, além de empresas e instituições de caridade. Com isso, é possível focar em questões como a saúde pública, alimentação, agricultura e educação.

Solução de problemas em larga escala

Esse profissional visa identificar quais são os problemas mais graves da sociedade. Dessa forma, é possível propor alternativas mais efetivas para que sejam solucionados, sendo possível promover uma série de mudanças que favorecerão a todos os envolvidos.

Ajudar a sociedade antes de qualquer tipo de lucro

Diferente dos outros Intraempreendedores tradicionais, os intraempreendedores sociais valorizam, em primeiro lugar, as mudanças que serão feitas em prol da sociedade em geral. Logo, ajudar as pessoas e conseguir estabelecer programas e mudanças eficazes, vem antes de qualquer ganho financeiro.

Características marcantes do Intraempreendedor Social

O Intraempreendedorismo Social é praticado por pessoas que possuem uma alta capacidade de empatia para com o próximo e, dessa forma, acabam sendo pessoas altamente motivadas pelo altruísmo. Logo, o intraempreendedor social gera, primeiramente, valor para a sociedade e somente depois disso buscará atrair parceiros e oportunidades.

Além disso, para identificar um Intraempreendedor Social, é possível analisar se o funcionário possui as seguintes características:

  • Focados nas populações de baixa renda;
  • Possuem aptidão para realizar uma gestão eficiente e profissional;
  • Conseguem trabalhar de forma séria e empresarial para obter êxito na resolução dos problemas sociais;
  • Possuem senso de solidariedade e sempre tentam colocar as necessidades da sociedade acima do retorno financeiro;
  • São extremamente empáticos;
  • Não apenas imaginam, como também realizam;
  • Propõe com frequência inovações e adaptações eficazes;
  • Buscam aprender com os erros e aceitam feedbacks construtivos;
  • Possuem grande ousadia e capacidade criativa, não tendo medo de arriscar em novas ideias em prol do bem-estar da sociedade;
  • Têm senso de responsabilidade e consegue focar em atingir os objetivos propostos.

Essas características são fundamentais para que um Intraempreendedor social tenha êxito na profissão e consiga se destacar por seus feitos. Afinal de contas, esse profissional não pode ter medo e nem preguiça quando o assunto é mudança e novidade.

Afinal, o Intraempreendedor social tem claro em sua mente que as mudanças e os benefícios colhidos por ela só ocorrem com a ação e a luta para que tudo seja feito de forma correta e eficaz.

É necessário se importar

O Intraempreendedorismo Social é extremamente importante para amenizar os problemas presentes na sociedade atual. Além disso, deve ser visto como um serviço que observa as negligências, os sofrimentos e a marginalização e, em vez de entrar em desespero e se dar por vencido, acaba por encontrar nessas situações uma grande e forte fonte de inspiração para agir de forma enérgica, usando da criatividade, da coragem e da força para estabelecer um novo cenário para todos os que ali estão envolvidos.

Um Intraempreendedor Social não faz o trabalho de um Assistente Social, por exemplo. Porém, os dois podem, sim, se unir e juntos encontrar métodos para atuar de forma muito mais efetiva, visando resultados a curto, médio e longo prazo. Isso ocorre de maneira com que haja uma parceria mútua de experiências e compartilhamento de ideias entre os dois profissionais.

O Intraempreendedor social precisa ser uma pessoa que possui um olhar clínico e reporta de forma imediata as complicações de um local ou da sociedade em geral e, dessa forma, toma medidas que podem auxiliar e evitar que o problema se agrave. Na grande maioria das vezes pode, inclusive, acabar com o problema de forma permanente. Isso, com certeza, gera uma grande vitória para a empresa e todos os envolvidos no assunto.

Logo, é necessário, no intraempreendedorismo social deixar de fechar os olhos para a dor e problema do próximo e tentar criar soluções para que a sua situação melhore e, dessa forma, criar um ambiente mais favorável para todos conviverem. Essa também é uma ótima forma de trazer mais estudo e clareza para populações menos favorecidas de informações e que precisam de um auxílio por parte de terceiros.

Deixe seu Comentário